sexta-feira, 12 de abril de 2013

Thay


Não que seja fielmente igual a música, mas
é inevitálvel eu não me lembrar de você quando escuto ela. 
Dia 12-04-13 será sempre lembrado como um dia muito especial,
o dia que eu não estive ao seu lado fisicamente, 
mas que passei o dia todo com o coração apertado e uma vontade enorme de poder
dar um super abraço, e dizer "Você conseguiu!"
Ela Conseguiu, com seu escudo da humildade e sua espada de ousadia
ela desafiou dragões vestidos de saudade, medusas desfarçadas de matérias, 
diabretes vestidos de machões sabe-tudo,
e junto de suas felix felicis em forma de amizade ela se fortaleceu
pra provar pra muito marmanjo aí que a menininha que possuiu cabelos crespos,
gostava(GOSTA) de Harry Potter, Amava (ama mais) ler livros de aventuras, 
criada em Livramento, comunidade de Turvo - SC, estudante de colégio público, louca 
igual as cinco amigas, filha de uma super mãe, de um pai ciumento, irmã de um rapaz 
que eu chamarei de mano Lê até ele ser tataravô, passou na federal e sem medo algum
e sem possibilidade de desistência passou cada fase, cada degrau dificil.
É, sem dúvida, meu exemplo, meu orgulho, meu tesouro.
Deus não só dá asas pra quem não sabe voar, como dár o sol pra quem sabe
pegar o bronze se jogar na ilha de floripa e crescer,
abrir as asas e ir muito mais longe do que as más linguas disseram que iria.
Eu sei que esta conquista ainda é pequena diante das que estão por vir,
sua história sem dúvida será linda! Será inspiração para muitos, eu mesma
falarei para meus filhos que eles deve ser igual a tia Thay!
Parabéns minha amora, parabéns mesmo! Não é a primeira vez que eu digo isso, mas e como se eu tivesse me formando, a alegria é a mesma de quando eu conquisto alguma coisa. E me desculpe pelas noites que eu não pude estar do seu lado pra de dar uma força, pelos abraços não dados, pelas palavras não ditas, desculpe os maus entendidos e jamais esqueça que meu amor por você é infinito.
Te amo!
Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito.

 











segunda-feira, 11 de março de 2013

quinta-feira, 7 de março de 2013

As vezes...

...Tenho raiva e acho debochado eu ter tentado ser poeta com a pessoa errada.

Morrendo de rir com as postagens antigas.

terça-feira, 5 de março de 2013

Outono

Eu não sei por onde andas,
em qual dimensão mora...
Aquelas boas lembranças, são tão boas
mas são só lembranças...
Os ventos de inverno que roubavam seu calor
me trazem vida, uma vida que não é minha.

Tem uma parede de concreto entre nós,
eu penso como é quebrá-la, como é
deitar perto, mas uma vez, de ti...

Talvez esteja frio, talvez esteja tão gélido
quanto essa distância,
ou talvez esteja calor, quente como as
lágrimas que me ganham,
que me roubam qualquer pensamento feliz...

Os sonhos tem sido bons
mas assim que o sol sai voce se vai
e fica só um vazio, uma falta que tento
preencher com qualquer voz
qualquer gosto que seja igual ao seu...
 

sábado, 5 de janeiro de 2013

E venha...

Venha de leve, aos poucos
devagar mas não pare,
vá chegando, tire meus enfeites,
meus costumes,
minhas regras...
Mas se eu persistir por favor
chegue carregando tudo,
como chuva de verão,
apavorante
e gostosa de sentir...
Por favor carregue de mim
qualquer sintonia ruim
qualquer mau pressentimento
qualquer tolisse que eu diga a seu respeito,
Qualquer tipo de coisa que não deixe eu ser eu mesma,
e me de mais um beijo de tchau,
e depois mais outro...

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

:D

Minha avó ficou em dois mil e doze, junto com ela um dos meus pilares mais fortes, quinto e sexto semestre da faculdade também ficaram, turma de 2009 acabou o curso e eu tenho mais um ano, a sina do amor platônico também se foi, o pior emprego, as mentiras e as acusações falsas também ficaram em dois mil e doze. Pessoas boas se foram, fatos marcantes ocorreram... Era meia noite e então eu me deparei que muitas coisas ficaram pra trás e Deus me deu de presente mais um ano, junto a esse ano tive a melhor virada de ano, uma festa estranha com gente esquisita, gente alegre, gente unida, gente feliz.
Minha garganta secou quando eu senti que ela não estaria aqui, que minha vózinha linda não curtiu o natal de 2012 e nem viu o 2013 chegar, então me perguntei ao ver os fogos estourarem se algum dia ela já viu eles da beira da praia, fiquei com  muita raiva por só pensar aquilo depois de ela ter ido, fechei os olhos o que eu mais queria era um abraço dela!
Maurício estava ao meu lado, pra senti-lo perto vesti hoje a camiseta que menos gosto dele, mas por ter o cheiro dele nem me importo... Fui tolamente fria em dizer que a virada tinha sido "legal" e me odeio por ter de escutar "eu esperava mais" :/ quantas e quantas vezes eu esperei mais e denovo vejo o quanto deixo a desejar, mal sabia meu lindo que depois de tantos anos ocos e sem vida, sem objetivo nenhum, sem nenhum questionamento de virar ano eu amei ver o novo ano chegar nos braços dele, sentir o beijo dele, e abraçá-lo com toda minha força e desejar nunca mais perdê-lo. Tudo vale a pena ao lado dele, cada minuto de seriedade, de rebeldia e de teimosia é bom, cada audácia minha, cada ousadia é doce se for com ele e quando ele me toca eu sinto a sintonia, os olhos dele brilham e eu não consigo não sorrir.
Entre perdas e ganhos, ganhei um anjo e um grande amor, assim como sempre pedi.
Vó eu te amo muito!
Mau, meu grande amor.