sábado, 7 de abril de 2012


A minha inspiração vem do riso, do sentimento de liberdade, do pensamento lunático… Muitas vezes ela vem com o sopro do vento frio, com o ar gelado das manhãs de inverno, dos beijos mais suaves, dos abraços de uma simples amizade. Minha criatividade nasce quando os pingos de sol batem em minha pele, quando eu posso abraçar o por do sol no meio de grandes árvores… Espero que depois de livre minha alma possa vagar pelos bosques mais lindos, pelos castelos mais antigos e adormecer a luz das grandes metrópoles, que cada passo meu de agora seja apenas o começo de uma grande história colorida e amada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário